quarta-feira, 21 de julho de 2010

Confissão

Queria ser um pássaro
Para feliz poder voar
Ser uma criança
Para conhecer tudo que está no ar

Sobreviver aos mais fortes conflitos
Viver o que há de mais lindo
Sorrir um sorriso jamais visto
Ser um livro quase sempre lido

Queria ser grande
Para sonhar a realidade da vida
E deixar de parecer uma menina
Aquela na qual a juventude não lhe foi trazida



Por Géssyca Maysa Diniz Teixeira

3 comentários:

  1. Ta liinda, adorei! Desde a sua infancia, você so faz mensagens lindas...
    Te amo :* ...

    ResponderExcluir
  2. Ow, Chic, obrigada.
    Continue lendo =D

    ResponderExcluir
  3. Adorei a ideia de "ser um livro quase sempre lido". Bela postagem, bela poesia... Um abraço

    ResponderExcluir